Pular para o conteúdo principal

.

.

.

.

Jequitinhonha : População fica ilhada por falta de ponte

  Dona Dulce tem dificuldade em entrar e sair do barco que faz a travessia no Jequitinhonha. Aos 80 anos de idade, a senhora precisa da ajuda de amigos ou familiares tanto para descer quanto para subir o barranco onde há um pequeno porto improvisado.
“É uma pena não ter uma ponte aqui. Se houvesse, não seria esta peleja”, reclama a idosa, moradora de São Pedro, distrito do município de Jequitinhonha. Diferentemente de Minas Novas, onde a ponte foi construída há mais de 10 anos e ainda não foi encabeçada à BR-367, no povoado em que dona Dulce mora nem sequer há previsão da chegada de uma estrutura sobre o rio.
Foto:Juarez Rodrigues/reprodução
Por isso, tanto ela quanto os vizinhos dependem da balsa para chegar com maior rapidez a Itaobim ou a Jequitinhonha, cidades do outro lado da margem. “A balsa funciona das 6h às 22h. Fora desse horário é preciso chamar os balseiros em casa. É uma situação precária”, lamentou a aposentada Elizabeth Souza, de 57.A travessia nas balsas é gratuita nos dias úteis. “Já nos finais de semana custa R$ 5 por veículo”, informou Adão José, um dos condutores do transporte fluvial. Quando há defeito em alguma peça no motor da embarcação, como ocorreu no início de maio, o transporte é feito num barco motorizado. Daí o problema aumenta, pois a travessia de veículos fica interrompida.

A solução é buscar um caminho alternativo, que custa caro ao bolso do motorista. Quem conta é Patrick Miranda, de 31: “Para chegarmos à outra margem, precisamos dar uma volta de 30 quilômetros numa estrada de terra. Além de precária, há o gasto com combustível”.

O transtorno não fica apenas no lamento dos moradores. A dificuldade em levar mercadorias à comunidade se reflete no preço dos produtos negociados na venda de José Luiz Pontes, de 53. “Tenho este ponto comercial há 15 anos. Se houvesse a ponte, poderia vender algumas coisas mais baratas. A estrutura é o maior sonho da comunidade”.

Fonte: Gazeta do Araçuaí 



Postagens mais visitadas deste blog

Catuji: Eleição do sindicado dos trabalhadores rurais fica marcada pela violência

Nesta  Sexta-Feira  (23) na cidade de Catuji MG,  foi realizado a eleição para escolha do presidente do Sindicato dos Trabalhadores rurais da cidade . O Blog Rafatony acompanhou  toda movimentação durante o período de votação . veja no vídeo abaixo.

Catuji : Escola abandonada pode está servindo de ponto de prostituição infantil na comunidade de Porfírios

No lugar onde era uma escola hoje é um cenário de tristeza aos olhos daqueles que um dia estudaram naquele local , nas paredes onde crianças viam cartazes com as letras do alfabeto ,hoje a única coisa que existe é fezes , no chão onde pisavam jovens, que hoje são adultos, mães e pais de família, hoje se ver papeis de preservativos .
Todo esse cenário que o Blog Rafatony descreveu para você , pode ser encontrado no centro da comunidade rural de Porfírio . Com a construção da nova escola na comunidade de Porfírio o lugar onde funcionava a antiga escola municipal Porfírio Ferreira ficou abandonado , com isso , o lugar se tornou uma área de tristeza para aqueles que moram ou até mesmo visitam a comunidade .






Prostituição infantil e uso de drogas

   Segundo fontes ligadas ao Blog Rafatony , este local está sendo usado para uso de drogas ilícitas e também a prostituição infantil , o repórter fotográfico “ Thiago Fernandes” esteve no local durante o dia e pôde presenciar um cenário de tr…

Catuji : Obra de cercamento e iluminação do campo de futebol da comunidade de Porfírios começou

A prefeitura municipal de Catuji está realizando  uma obra no campo de futebol Porfírio Ferreira , a obra que começou na manhã desta Segunda_ Feira  (22) tem a finalidade de iluminar e cercar o campo de futebol  da comunidade ,  uma obra que a muito tempo vêm sendo esperada pela população local , juntamente com ela, a comunidade ainda espera ansiosa pela instalação da torre de celular , que chega a ser para muitos, considerada utilidade prioritária .    O campo de futebol da comunidade de Porfírios  não tem medida oficial , sendo que a medida do mesmo, é considerada bem pequena com relação aos demais campos da região .Além do cercamento e da iluminação, está visível a necessidade também de troca das traves ,  pois as mesma se encontram totalmente podres .