Pular para o conteúdo principal

.

.

.

.

Jequitinhonha : População fica ilhada por falta de ponte

  Dona Dulce tem dificuldade em entrar e sair do barco que faz a travessia no Jequitinhonha. Aos 80 anos de idade, a senhora precisa da ajuda de amigos ou familiares tanto para descer quanto para subir o barranco onde há um pequeno porto improvisado.
“É uma pena não ter uma ponte aqui. Se houvesse, não seria esta peleja”, reclama a idosa, moradora de São Pedro, distrito do município de Jequitinhonha. Diferentemente de Minas Novas, onde a ponte foi construída há mais de 10 anos e ainda não foi encabeçada à BR-367, no povoado em que dona Dulce mora nem sequer há previsão da chegada de uma estrutura sobre o rio.
Foto:Juarez Rodrigues/reprodução
Por isso, tanto ela quanto os vizinhos dependem da balsa para chegar com maior rapidez a Itaobim ou a Jequitinhonha, cidades do outro lado da margem. “A balsa funciona das 6h às 22h. Fora desse horário é preciso chamar os balseiros em casa. É uma situação precária”, lamentou a aposentada Elizabeth Souza, de 57.A travessia nas balsas é gratuita nos dias úteis. “Já nos finais de semana custa R$ 5 por veículo”, informou Adão José, um dos condutores do transporte fluvial. Quando há defeito em alguma peça no motor da embarcação, como ocorreu no início de maio, o transporte é feito num barco motorizado. Daí o problema aumenta, pois a travessia de veículos fica interrompida.

A solução é buscar um caminho alternativo, que custa caro ao bolso do motorista. Quem conta é Patrick Miranda, de 31: “Para chegarmos à outra margem, precisamos dar uma volta de 30 quilômetros numa estrada de terra. Além de precária, há o gasto com combustível”.

O transtorno não fica apenas no lamento dos moradores. A dificuldade em levar mercadorias à comunidade se reflete no preço dos produtos negociados na venda de José Luiz Pontes, de 53. “Tenho este ponto comercial há 15 anos. Se houvesse a ponte, poderia vender algumas coisas mais baratas. A estrutura é o maior sonho da comunidade”.

Fonte: Gazeta do Araçuaí 



Postagens mais visitadas deste blog

Acidente envolvendo dois caminhões deixa duas pessoas mortas

Um acidente envolvendo uma carreta e um caminhão deixou dois mortos na BR-259 em João Neiva, Espírito Santo, na manhã desta segunda-feira (10).
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que os dois veículos bateram de frente no km 15 da rodovia, no distrito de Cavalinhos, por volta das 7h 40. Testemunhas contaram que a carreta que transportava madeira seguia de João Neiva para Colatina. Já o caminhão seguia no sentido oposto. Ao passar por uma curva, ele invadiu a contramão e bateu. Mauro Gomes, de 45 anos, era quem dirigia a carreta. Apesar do impacto da batida, ele não ficou ferido. "Eu acredito que o outro motorista dormiu. Ele veio na minha mão. Eu vi que ele ia bater de frente e aí eu tirei dele rapidinho. Para a madeira não atingir a minha cabine e não me matar", disse. As madeiras foram arremessadas a mais de 30 metros de distância de onde aconteceu o acidente, com o impacto da batida. Nenhum outro veículo foi atingido. Os dois homens que morreram estavam no caminh…

Catuji: Eleição do sindicado dos trabalhadores rurais fica marcada pela violência

Nesta  Sexta-Feira  (23) na cidade de Catuji MG,  foi realizado a eleição para escolha do presidente do Sindicato dos Trabalhadores rurais da cidade . O Blog Rafatony acompanhou  toda movimentação durante o período de votação . veja no vídeo abaixo.

Prefeitura exibe videos lindos, nós mostramos realidade , vejam ...

A quadra poliesportiva que é pertencente à Escola Municipal Porfírio Ferreira se encontrava   em obras mas nos últimos meses a mesma está totalmente parada , não tem se quer um trabalhador na obra e o que se ver mais parece um terreno abandonado. Enquanto a rede social da prefeitura exibe  videos mostrando uma cidade linda e maravilhosa o Blog Rafatony mostra a verdade . como nessa foto
A  Prefeitura municipal de Catuji parece não dispor de um fiscal de obras para fiscalizar a empresa responsável pela obra . Segundo o que vimos na imagem abaixo  a obra tem prazo para ser entregue no mês de Setembro , mas todos sabemos que tem muito serviço para tão pouco tempo . .A comunidade dos Porfírios não tem e nunca teve uma quadra poliesportiva , toda campanha politica dizem que vão construir mas é só passar o período eleitoral que esquecem a promessa , investir no esporte é da condição para que o mesmo seja praticado . Por não dispor de um ginásio na comunidade, os jovens porfirienses usavam…