Pular para o conteúdo principal

.

.

.

.

Quase 600 mil ocorrências em três anos da delegacia virtual

 A Delegacia Virtual da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) completa, neste domingo (30/4), três anos de funcionamento. Desde o dia 30 de abril de 2014, quando o serviço foi criado, já foram registradas 588.569 ocorrências. Destas, 154.117 foram de Acidente de Trânsito sem Vítima, 1.601 de Comunicação de Pessoa Desaparecida, 3.771 de Danos Simples, 398.614 de Extravio de Documentos e 30.466 de Extravio de Objetos Pessoais.

Dentre os municípios com maior registro de ocorrências estão Belo Horizonte (185.657), Contagem (35.547), Uberlândia (33.750), Juiz de Fora (22.054), Betim (18.142), Ipatinga (13.132), Uberaba (11.391) e Montes Claros (10.003).

A Delegacia Virtual é um serviço de solicitação de registro de ocorrências, disponível para computador e celulares, que permite ao cidadão registrar ocorrências de Acidente de Trânsito Sem Vítima, Desaparecimento e Localização de Pessoas Desaparecidas, Danos Simples, e Perda de Documentos e Objetos Pessoais, para fatos ocorridos em Minas Gerais, no prazo de até 30 dias. 

O ambiente virtual foi criado com o objetivo de diminuir o número de registros presenciais feitos nas delegacias e nos postos de atendimento da Polícia Militar, reduzindo, assim, o tempo de espera para registro das demais ocorrências nas unidades policiais.
Foto: PCMG/divulgação

O executivo de contas de telecomunicação, Diego Santiago Melo, de 29 anos, perdeu os documentos e utilizou a Delegacia Virtual para registrar a ocorrência. “Essa nova funcionalidade é muito prática, e ficou evidente a economia de tempo e esforços dos civis que são vítimas de qualquer ocorrência. E, claro, isso se reflete também nas instituições que antes eram responsáveis por fazer esse serviço via atendimento presencial”, elogia.

O estado também ganha com a iniciativa. Além de combater a subnotificação de registros, o serviço gera economia de insumos, energia e materiais utilizados nas delegacias, quando o registro é feito pessoalmente.

Segundo a coordenação de Sistemas da Superintendência de Informações e Inteligência Policial (SIIP), o valor investido para o desenvolvimento da Delegacia Virtual foi de R$ 1.416.000 e, em aproximadamente seis meses, o investimento foi recuperado (aproximadamente 80 mil ocorrências aprovadas).
Considerando os valores atualizados, o custo de realização dos Registros de Eventos de Defesa Social (Reds) de forma presencial e que foram feitos pela Delegacia Virtual representaria, hoje, aproximadamente R$ 11.883.458 para o Estado, o que demonstra a eficiência da plataforma.

Entenda como funciona a Delegacia Virtual

Com acesso por meio do endereço delegaciavirtual.sids.mg.gov.br, a Delegacia Virtual tem links de atalho também nos sites da Polícia Civil de Minas Gerais e do Detran/MG.

O registro de ocorrências na Delegacia Virtual é feito por meio do preenchimento de formulários que são apresentados, gradativamente, na tela. Após o envio dos dados ao sistema, a ocorrência passará por uma triagem. Em até 15 minutos será emitida uma mensagem, informando o número do Reds, bem como a forma de acessá-lo no site do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids), para imprimi-lo.

O documento poderá ser usado para fins de acionamento da seguradora, comprovação de extravio de documentos e outros fins. Uma equipe de policiais e analistas trabalha em esquema de plantão, na sede da SIIP, atuando 24 horas na triagem dos registros recebidos. 
 

créditos: PCMG 

Postagens mais visitadas deste blog

Catuji: Eleição do sindicado dos trabalhadores rurais fica marcada pela violência

Nesta  Sexta-Feira  (23) na cidade de Catuji MG,  foi realizado a eleição para escolha do presidente do Sindicato dos Trabalhadores rurais da cidade . O Blog Rafatony acompanhou  toda movimentação durante o período de votação . veja no vídeo abaixo.

Catuji : Escola abandonada pode está servindo de ponto de prostituição infantil na comunidade de Porfírios

No lugar onde era uma escola hoje é um cenário de tristeza aos olhos daqueles que um dia estudaram naquele local , nas paredes onde crianças viam cartazes com as letras do alfabeto ,hoje a única coisa que existe é fezes , no chão onde pisavam jovens, que hoje são adultos, mães e pais de família, hoje se ver papeis de preservativos .
Todo esse cenário que o Blog Rafatony descreveu para você , pode ser encontrado no centro da comunidade rural de Porfírio . Com a construção da nova escola na comunidade de Porfírio o lugar onde funcionava a antiga escola municipal Porfírio Ferreira ficou abandonado , com isso , o lugar se tornou uma área de tristeza para aqueles que moram ou até mesmo visitam a comunidade .






Prostituição infantil e uso de drogas

   Segundo fontes ligadas ao Blog Rafatony , este local está sendo usado para uso de drogas ilícitas e também a prostituição infantil , o repórter fotográfico “ Thiago Fernandes” esteve no local durante o dia e pôde presenciar um cenário de tr…

Catuji : Obra de cercamento e iluminação do campo de futebol da comunidade de Porfírios começou

A prefeitura municipal de Catuji está realizando  uma obra no campo de futebol Porfírio Ferreira , a obra que começou na manhã desta Segunda_ Feira  (22) tem a finalidade de iluminar e cercar o campo de futebol  da comunidade ,  uma obra que a muito tempo vêm sendo esperada pela população local , juntamente com ela, a comunidade ainda espera ansiosa pela instalação da torre de celular , que chega a ser para muitos, considerada utilidade prioritária .    O campo de futebol da comunidade de Porfírios  não tem medida oficial , sendo que a medida do mesmo, é considerada bem pequena com relação aos demais campos da região .Além do cercamento e da iluminação, está visível a necessidade também de troca das traves ,  pois as mesma se encontram totalmente podres .