Pular para o conteúdo principal

.

.

.

.

Catuji: Produtores de farinha e polvilho da comunidade dos Porfírios, deverão conseguir habilitação sanitária

   Na comunidade dos Porfírios município de Catuji MG, alguns técnicos da ( Emater-MG) já estiveram visitando algumas tendas(lugar onde se fabrica polvilho e farinha de mandioca ) com a intensão de mostrar as novas orientações do governo mineiro ,entre essas orientações estão a habilitação sanitária , mas para isso acontecer as tendas terão que fazer algumas mudanças e expansões  nos seu equipamentos, aprendendo medidas de higienização que estarão de acordo com os seguimentos da vigilância sanitária.Muitos produtores da comunidade sabem que essas mudanças são ótimas e que terão mais lucratividade no seu negocio  aumentando e muito a confiança do consumidor em relação aos seus produtos , mas o que mais preocupa são as questões financeiras , pois muitos dizem que não tem capacidade econômica para realizar esses novos projetos e ao mesmo tempo aderir á habilitação sanitária , existe produtor ameaçando até mesmo parar com a produção . O Blog Rafatony vai te mostrar agora, como funciona esse projeto do estado, que visa o fortalecimento da agroindústria de Minas Gerais .
   As políticas públicas do Governo de Minas para fortalecer a agricultura familiar no estado, por meio das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) e de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), têm contribuído para expandir cada vez mais as potencialidades do mercado. Prova disso são os resultados promissores nesse segmento, impulsionado com a geração de emprego e renda.
Neste contexto, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) – Unidade Regional de Teófilo Otoni – vem realizando trabalho de orientação junto aos produtores de pães, quitandas, café e uma ampla variedade de alimentos mineiros típicos, justamente para que os agricultores atendam aos requisitos e consigam a habilitação sanitária exigida pelos órgãos regulamentados para produção e comercialização.
Exemplo
Na cidade de Ladainha, no Vale do Mucuri, a panificadora Variedade União, da empreendedora e vice-presidente da Cooperativa dos Agricultores Familiares, Adilene Nogueira, recebeu a habilitação no segundo semestre de 2016.
A empresária comemora mudanças positivas no negócio. “A renda aumentou em cerca de 20% e o mercado de atuação ficou mais amplo porque começamos a entregar nos mercados e escolas da cidade de Ladainha”, conta.
Guia
Para conseguir certificar a panificadora, a Emater-MG orientou a empresária a realizar todos os passos necessários, como a realização do curso de 40 horas de “Boas Práticas de Manipulação de Alimentos”.
Em seguida, foram orientados desde análise da água em laboratórios, investimento em novas tecnologias e reformas para novas instalações, até o preenchimento de planilhas de custos e prazos.
“Mudou a organização, a renda, o volume de mercadorias e as vendas para pessoas que compram nossos produtos”
Adilene Nogueira
Empreendedora
“Acompanhamos a gestão da agroindústria, fluxo de caixa, gestão dos negócios, rotulagem e preparação do produto para o mercado, como embalagem, rótulo, especificações do produto, índice nutricional, tudo de acordo com os requisitos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”, observa o técnico regional da Emater, Cid Glauco.
Conquistar a habilitação e participar dos mais de 2 milhões de recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e dos 30% da compra obrigatória de produtos da agroindústria familiar adquirido pelas escolas, de acordo com a legislação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), além das ações da Seda que têm mostrado resultados, é uma meta de estímulo para os milhares de produtores da agroindústria familiar em Minas Gerais.
Investimento em novos projetos fortalece o setor
Desde 2015, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário vem investindo em melhorias e implementação de novas políticas para fortalecer a agroindústria.
A retomada do programa estadual de regularização fundiária rural, a ampliação do projeto de apoio aos circuitos curtos de comercialização e a entrega de 36 caminhões-baú isotérmicos para municípios de todas as regiões do Estado, estão entre as principais ações.
No Portal da Agricultura Familiar, plataforma digital criada para aproximar a demanda de instituições públicas da oferta dos produtores locais, já estão cadastrados cerca de 3.500 agricultores familiares.
Potencial
“Quando o produtor vislumbra o mercado proporcionado, atualmente, pelas políticas públicas que regulamentam a compra destes produtos, o mercado se torna promissor para quem tem a habilitação sanitária”, afirma a coordenadora de bem-estar social, Élida Abrantes.
Com a habilitação sanitária, o agricultor pode explorar o potencial e a demanda crescentes do mercado. A Emater – Unidade Regional de Teófilo Otoni abrange, hoje, 23 municípios, na região do Vale do Mucuri.
Além Disso
Os produtos de origem animal são cadastrados e registrados pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) ou pelos órgãos municipais competentes, como o Sistema de Inspeção Municipal.
No caso da Emater – Unidade Regional de Teófilo Otoni, o trabalho é voltado apenas aos agricultores que produzem alimentos de origem vegetal. Cada produtor desse segmento interessado deve se direcionar à Emater para conseguir o auxílio técnico para habilitação, processo que leva, segundo a instituição, hoje, cerca de dois anos para ser finalizado.
No Vale do Mucuri, cerca de 47 agroindústrias familiares estão para serem habilitadas pela Vigilância Sanitária Regional. Destas, três já receberam a visita de técnicos da empresa e estão iniciando os procedimentos, uma está com certificação provisória e outra foi habilitada.
Estado
A Emater está presente em cerca de 790 municípios do Estado e executa um trabalho que é referência nacional. Vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a empresa é responsável pelo atendimento a aproximadamente 400 mil agricultores mineiros.

Fonte: Hoje em dia  /com adaptação Blog Rafatony

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente envolvendo dois caminhões deixa duas pessoas mortas

Um acidente envolvendo uma carreta e um caminhão deixou dois mortos na BR-259 em João Neiva, Espírito Santo, na manhã desta segunda-feira (10).
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que os dois veículos bateram de frente no km 15 da rodovia, no distrito de Cavalinhos, por volta das 7h 40. Testemunhas contaram que a carreta que transportava madeira seguia de João Neiva para Colatina. Já o caminhão seguia no sentido oposto. Ao passar por uma curva, ele invadiu a contramão e bateu. Mauro Gomes, de 45 anos, era quem dirigia a carreta. Apesar do impacto da batida, ele não ficou ferido. "Eu acredito que o outro motorista dormiu. Ele veio na minha mão. Eu vi que ele ia bater de frente e aí eu tirei dele rapidinho. Para a madeira não atingir a minha cabine e não me matar", disse. As madeiras foram arremessadas a mais de 30 metros de distância de onde aconteceu o acidente, com o impacto da batida. Nenhum outro veículo foi atingido. Os dois homens que morreram estavam no caminh…

Catuji: Eleição do sindicado dos trabalhadores rurais fica marcada pela violência

Nesta  Sexta-Feira  (23) na cidade de Catuji MG,  foi realizado a eleição para escolha do presidente do Sindicato dos Trabalhadores rurais da cidade . O Blog Rafatony acompanhou  toda movimentação durante o período de votação . veja no vídeo abaixo.

Em rede social prefeitura de Catuji diz que obra já se encontra realizada, mas ainda não é verdade veja:

Assim como a quadra escolar da comunidade dos Porfírios que segundo a prefeitura municipal de Catuji dizia está pronta e não estava , sendo inclusive comentada aqui no blog Rafatony , a barragem da comunidade dos porfírios segue da mesma forma , a mesma está realizada nas redes sociais da prefeitura ,mas na verdade veja como ela se encontra :