Pular para o conteúdo principal

.

.

.

.

Está de volta o programa amiguinhos do 190

Ação estadual, por meio da Polícia Militar, combina arte e educação em apresentações direcionadas ao público infantil
O Governo do Estado, por meio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), vai retomar, todas as segundas-feiras, às 8h30, o projeto social Amiguinhos do 190. Realizada na Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, integrante do Circuito Liberdade, a ação tem como principal objetivo utilizar a educação e a arte para conscientizar as crianças sobre a importância do serviço de emergência policial (190) e as consequências do trote e da mentira.
Para isso, encenam uma peça teatral, cujo início tem como cenário o quarto do garoto Zezé. Na trama, junto a seus bonecos - Mestre Bituca e Policial Militar -, a criança vive uma aventura contra o terrível vilão, o Trote. Ao longo de toda a apresentação, o conteúdo artístico orienta as crianças, com interatividade, sobre a postura correta de todo policial militar, do uso adequado do 190 e o que decorre da mentira e do trote na vida de todo ser humano.
Além da programação fixa na biblioteca, também estão previstas apresentações externas do Amiguinhos do 190 em praças ao ar livre, instituições que atendem o público infantil e, ainda, nas escolas da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Em apoio ao Carro Biblioteca, projeto que leva leitura e informação a quem está distante do centro da Capital.
CRIADORES - O Amiguinhos do 190 foi desenvolvido pela Polícia Militar, por meio do Centro Integrado de Comunicações Operacionais (CICOp), a partir da criação do sargento Leonardo Moreira e cabo Marcelo Malça, com o propósito de auxiliar a PM nas ações preventivas. Desse modo, busca-se a diminuição do trote infantil na central 190. Seu público são as crianças, com idade entre 5 e 8 anos, matriculadas em escolas das redes pública e privada da RMBH.
A ação consiste na apresentação gratuita da peça teatral Amiguinhos do 190 na Biblioteca Pública Luiz de Bessa e na visita guiada ao prédio do Comando-Geral, onde funciona o serviço de teleatendimento de emergência policial. Com objetivo semelhante, foi desenvolvida a apresentação externa nos próprios colégios, para público da mesma faixa etária, com a possibilidade de atender, a cada visita, de 150 a 450 crianças, em um auditório ou quadra poliesportiva.
APRESENTAÇÃO TEATRAL - A peça é apresentada por atores, que também são policiais militares, de forma lúdica, misturando teatro, música, poesia, dança, contação de estórias e brincadeiras. Dessa forma, desperta no público infantil, segundo a PMMG, o gosto pela arte e a importância do serviço 190.
No início da apresentação, as crianças ajudam a dar vida ao boneco Policial Militar, ao cantar o hino Herói de Verdade. Em seguida, com a música O foguete, as crianças quebram o gelo e se aquecem para cantar e dançar Por quê, Pra que?. Depois, se divertem com a canção do 190, a partir da qual aprendem três perguntas básicas para a central de emergência.
Na sequência, o boneco conta uma fábula de Esopo, e canta Triste Trote, música que ilustra os perigos da mentira. O vilão da peça entra em cena, então, cantando Trote Vilão e participa do Jogo do 190, que ilustra como funciona a central da PM e os efeitos do trote. Com a ajuda das crianças, os Amiguinhos do 190 derrotam o Trote Vilão.
Na parte final da peça, o Mestre Bituca declama o poema Leilão de Jardim, de Cecília Meireles e, logo após, os professores são homenageados com a canção Quão tanto, feita exclusivamente para eles. É a vez, então, das crianças, que recebem a carteirinha de Amiguinhos do 190 e cantam a música tema da peça. Posteriormente, o Policial Militar passa várias dicas culturais e de segurança para elas.
O espetáculo se encerra ao terminar a magia dos bonecos.
Fonte : reprodução/ iof 

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente envolvendo dois caminhões deixa duas pessoas mortas

Um acidente envolvendo uma carreta e um caminhão deixou dois mortos na BR-259 em João Neiva, Espírito Santo, na manhã desta segunda-feira (10).
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que os dois veículos bateram de frente no km 15 da rodovia, no distrito de Cavalinhos, por volta das 7h 40. Testemunhas contaram que a carreta que transportava madeira seguia de João Neiva para Colatina. Já o caminhão seguia no sentido oposto. Ao passar por uma curva, ele invadiu a contramão e bateu. Mauro Gomes, de 45 anos, era quem dirigia a carreta. Apesar do impacto da batida, ele não ficou ferido. "Eu acredito que o outro motorista dormiu. Ele veio na minha mão. Eu vi que ele ia bater de frente e aí eu tirei dele rapidinho. Para a madeira não atingir a minha cabine e não me matar", disse. As madeiras foram arremessadas a mais de 30 metros de distância de onde aconteceu o acidente, com o impacto da batida. Nenhum outro veículo foi atingido. Os dois homens que morreram estavam no caminh…

Catuji: Eleição do sindicado dos trabalhadores rurais fica marcada pela violência

Nesta  Sexta-Feira  (23) na cidade de Catuji MG,  foi realizado a eleição para escolha do presidente do Sindicato dos Trabalhadores rurais da cidade . O Blog Rafatony acompanhou  toda movimentação durante o período de votação . veja no vídeo abaixo.

Em rede social prefeitura de Catuji diz que obra já se encontra realizada, mas ainda não é verdade veja:

Assim como a quadra escolar da comunidade dos Porfírios que segundo a prefeitura municipal de Catuji dizia está pronta e não estava , sendo inclusive comentada aqui no blog Rafatony , a barragem da comunidade dos porfírios segue da mesma forma , a mesma está realizada nas redes sociais da prefeitura ,mas na verdade veja como ela se encontra :