Pular para o conteúdo principal

.

.

.

.

Direto da Inglaterra M. Tavernard acompaunha o Portsmouth vence time de John Green (A culpa é das estrelas) e Akinfenwa


Neste meu quarto jogo cobrindo o Portsmouth FC, desta vez contra o AFC Wimbledon, time de Kingston Upon Thames (grande Londres), pude ver na noite de ontem (26) um time bem montado e focado, bem diferente das duas primeiras partidas (derrotas para Plymouth e York City) que acompanhei na League Two desde que cheguei na cidade inglesa. O time londrino é conhecido por ter no elenco o gordinho Adebayo Akinfenwa, e também por seu mais ilustre torcedor, o escritor best-seller John Green, conhecido pela obra teen "A culpa é das estrelas".

Como aconteceu no embate fora de casa contra o York City, também fui no ônibus junto com a torcida, mesmo tendo credencial de jornalista. A viagem foi um pouco mais curta, cerca de 2 horas, com os mesmos "pals" (colegas, parceiros) de sempre, com parada no pub e o tradicional derramamento de cerveja para a galera. Repito, como bebem esses ingleses! Se fizessem um senso sobre isso, seria constatado que 80% da população bebe todos os dias! Haja fígado para aguentar isso.



A partida acabou sendo remarcada, pois há cerca de três semanas o gramado do Wimbledon havia sido castigado com uma forte chuva, obrigando os árbitros da partida a cancelarem o encontro antes mesmos de começar. Quase todos os 60 passageiros do meu ônibus tinham tickets desse jogo, válido também para ontem.

Mesmo depois de tomarem todas no pub no meio da estrada (alguns nem almoçaram), assim que chegamos ao estádio teve nova rodada de birita, num bonito encontro entre as torcidas, que sempre acontece antes dos jogos fora de casa. Havia torcedores locais também. Vi aquela cena, com pais filhos e amigos reunidos, tranquilos, sem violência, unidos por um jogo de futebol, e imaginei o mesmo em nosso país. Quem sabe um dia!




Provei uma das tradicionais comidinhas inglesas, o fish and chips (peixe com batata frita) ao lado de fora do estádio Kingsmeadow, que apesar de pequeno, é bem agradável e funcional, com bares,  restaurantes e cadeiras em todos os cerca de 5.000 assentos. Assim como o Glasgow Rangers, o clube faliu e teve que começar tudo do zero nas últimas divisões, mudando o nome original (Wimbledon FC), mas mantendo a torcida, grande apoiadora do projeto, que se mostrou fiel ao time desde de 2002, data da fusão. A equipe tem uma forte rivalidade com o MK Dons, que disputa a Championship, pelo fato de o clube ter se apropriado de sua marca, fato que provoca a ira dos verdadeiros Dons.





Mesmo sendo primavera, o início de noite foi frio, com bastante vento, mas por sorte estava bem agasalhado e acabei não sentindo tanto. Nas pequenas e confortáveis arquibancadas os fãs do Pompey não paravam de cantar, apoiando os jogadores durante os 90 minutos. Jogadores poupados ou lesionados, como Kyle Bennet e Conor Chaplin, assistiam ao jogo ao meu lado, no meio da torcida, em outro bom exemplo que presenciei nas partidas de times da Inglaterra.
 Exibindo IMG_1272.PNGExibindo IMG_1272.PNG
A torcida local estava próxima à do Pompey, mas quase não a ouvir cantar, tamanho o barulho dos visitantes, que a toda hora mandavam eles "Se calarem e sentarem", numa hilária provocação, com alguns xingamentos é verdade, mas sem nenhuma violência. Dentro de campo destaco a nova postura do time, bem diferente dos outros jogos que assisti, com confiança e, principalmente, maior disposição dos jogadores. Acredito que o maior vilão tenha sido o cansaço de fim de temporada, mas aparentemente este problema foi resolvido, com a vitória no Fratton Park contra o Wycombe e o triunfo por um a zero nesta terça-feira, com gol de Smith, que limpou meio sem querer dois marcadores no primeiro tempo para abrir o placar.

O Wimbledon vinha de cinco vitórias seguidas, mas foi completamente dominado pelo Portsmouth FC desde o primeiro minuto de jogo. Contei apenas dois chutes ao gol dos mandantes, que não souberam desfazer o sistema defensivo sólido imposto pelo técnico Paul Cock, com os zagueiros Burgess e Barton em grande noite. O melhor em campo foi sem dúvida Gary Roberts, com o passe para o gol de Smith e grande participação nas jogadas ofensivas do time. A torcida adora esse jogador, que tem até musiquinha, algo como “Gary Roberts é o maiorial, você sabe, ele vai te pegar!”




Ele teve duas chances de marcar, em chutes defendidos pelo goleiro Ross. O time como um todo estava bem, até mesmo o criticado arqueiro Paul Jones, mostrando que será um dos favoritos nos Playoffs da League Two após a classificação matemática garantida. Naismith também teve boa atuação substituindo novamente Bennet, assim como o lateral Freeman. Restam ainda dois jogos na fase final do torneio, contra Hartlepool e Northampton, que servirão como testes para os duelos decisivos de ida e volta contra um time entre a quarta e sétima colocação, com o vencedor garantido vaga na grande final dia 30 de maio, em Wembley, fechando a temporada oficial no futebol inglês.


No intervalo do jogo falei com o zagueiro Webster, que mandou um "salve" para os torcedores do Portsmouth Brasil.

O badalado Adebayo Akinfenwa, famoso pelos quilinhos a mais e por ser o "jogador mais forte do mundo" nem entrou em campo, assistindo ao jogo do banco de reservas. Ele marcou apenas seis gols na temporada.

Adebayo Akinfenwa vs Liverpool

O jogador mais forte do mundo 



No processo de restruturação do clube, John Green foi um dos grandes apoiadores, ganhando até seu nome na arquibancada atrás do gol ao norte "John Green". Fanático pelo pequeno mais marrento time londrino, Green sempre que pode dá um pulo no Kingstonmeadow, sendo saudado pela torcida local.




Alguns pontos chaves do jogo de ontem:
1- Vontade: equipe mostrou outra postura em campo, assim como vinha apresentando regularmente em toda a temporada. Atuações como nas derrotas para Plymouth e York City provavelmente foram exceções e não devem ocorrer novamente nessa fase final.
2 - Torcida: Mais uma vez lotou o setor visitante, demonstrando ser uma das torcidas mais fortes da Inglaterra.
3- Técnico: a puxada de orelha do treinador nos jogadores e a blindagem ao elenco surtiram rápido efeito, vísivel neste jogo. Time está unido e focado para os Playoffs.
4- Playoffs: acontecerão no meio de maio, com equipes da quarta à sétima colocação na League Two, em jogos de ida e volta. Vencedor disputa em Wembley a final, que garante vaga ao vencedor na League One da próxima temporada.

Assisti ao jogo do lado de Paul Kelly, simpático torcedor do Pompey, que acompanha o time há mais de 40 anos. Ele vai em quase todos os jogos do Portsmouth FC dentro e fora de casa, e até na pré-temporada do clube em Hong Kong ele já foi, sendo um dos muitos fãs que fazem a equipe ser tão especial, não apenas pelos títulos e grandes jogadores do passado. "É difícil ver o time na quarta divisão depois de tantos momentos de glória, mas isso não faz a menor diferença para mim. Seguirei o time aonde for, até o final", disse Kelly, em mais um relato de amor que ouvi sobre a equipe.

Com tanta desgraça no mundo, notícias ruins à toda hora, fora os problemas pessoais que todos nós temos, é bonito ver o que o esporte é capaz de fazer na vida das pessoas. Nesses dias aqui em Portsmouth pude ver um genuíno grande clube de futebol, que anima e representa uma cidade, passando esse amor de geração em geração. Esse time merece disputar a Premier League novamente por tudo o que envolve a marca Pompey, e os próximos cinco jogos são decisivos para essa realização.

Wimbledon

  • 29Roos
  • 3Kennedy
  • 32Charles
  • 6Robinson
    Booked at 53mins
  • 2Fuller
  • 17BarchamMurphy
  • 4Bulman
  • 18Smith
    Booked at 89mins
  • 11RiggReeves
  • 33Taylor
  • 9Elliott
    Booked at 31mins
    Azeez

Substitutes

  • 1Shea
  • 8Reeves
  • 10Akinfenwa
  • 14Azeez
  • 19Fitzpatrick
  • 20Sweeney
  • 39Murphy

Portsmouth

  • 1JonesMurphy
  • 3Stevens
  • 15Barton
  • 6Burgess
  • 17Freeman
  • 8Doyle
  • 29Hollands
  • 14Naismith
  • 11Roberts
    Booked at 24mins
  • 26Evans
  • 21Smith
    Booked at 27mins

Substitutes

  • 2Davies
  • 7McGurk
  • 24Murphy
  • 30May
  • 32Oxlade-Chamberlain
  • 33Close
  • 38Haunstrup


Arbitro:
Andy Madley


Público[:
4,799
Classificação atual da League Two
1Northampton443393
2Accrington442581
3Oxford Utd443880
4Bristol Rovers442779
5Plymouth442177
6Portsmouth443075
7Wimbledon441371
8Cambridge441166
9Wycombe44564
10Carlisle44264
11Mansfield44963
12Exeter44163
13Luton44163
14Leyton Orient44-363
15Barnet44-359
16Hartlepool44-1651
17Notts County44-2548
18Crawley44-2747
19Stevenage44-1546
20Yeovil44-1645
21Morecambe44-2244
22Newport44-1943
23York44-3333
24Dag & Red44-3731

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente envolvendo dois caminhões deixa duas pessoas mortas

Um acidente envolvendo uma carreta e um caminhão deixou dois mortos na BR-259 em João Neiva, Espírito Santo, na manhã desta segunda-feira (10).
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que os dois veículos bateram de frente no km 15 da rodovia, no distrito de Cavalinhos, por volta das 7h 40. Testemunhas contaram que a carreta que transportava madeira seguia de João Neiva para Colatina. Já o caminhão seguia no sentido oposto. Ao passar por uma curva, ele invadiu a contramão e bateu. Mauro Gomes, de 45 anos, era quem dirigia a carreta. Apesar do impacto da batida, ele não ficou ferido. "Eu acredito que o outro motorista dormiu. Ele veio na minha mão. Eu vi que ele ia bater de frente e aí eu tirei dele rapidinho. Para a madeira não atingir a minha cabine e não me matar", disse. As madeiras foram arremessadas a mais de 30 metros de distância de onde aconteceu o acidente, com o impacto da batida. Nenhum outro veículo foi atingido. Os dois homens que morreram estavam no caminh…

Catuji: Eleição do sindicado dos trabalhadores rurais fica marcada pela violência

Nesta  Sexta-Feira  (23) na cidade de Catuji MG,  foi realizado a eleição para escolha do presidente do Sindicato dos Trabalhadores rurais da cidade . O Blog Rafatony acompanhou  toda movimentação durante o período de votação . veja no vídeo abaixo.

Em rede social prefeitura de Catuji diz que obra já se encontra realizada, mas ainda não é verdade veja:

Assim como a quadra escolar da comunidade dos Porfírios que segundo a prefeitura municipal de Catuji dizia está pronta e não estava , sendo inclusive comentada aqui no blog Rafatony , a barragem da comunidade dos porfírios segue da mesma forma , a mesma está realizada nas redes sociais da prefeitura ,mas na verdade veja como ela se encontra :